Sábado, 20 de Julho de 2024
32°

Tempo limpo

Teresina, PI

Educação CIÊNCIA

Pesquisadores da UFPI descobrem nova espécie de aracnídeo no Piauí; animal sofre risco de extinção

Segundo o Prof. Leonardo, a descoberta é de extrema importância para a ciência, pois trata-se da primeira espécie de esquizômidos encontrada no PI

26/06/2024 às 10h05
Por: Renan Silva Fonte: A10 MAIS
Compartilhe:
Pesquisadores da UFPI descobrem nova espécie de aracnídeo no Piauí; animal sofre risco de extinção

Pesquisadores da Universidade Federal do Piauí (UFPI) divulgaram recentemente a descoberta de uma nova espécie de aracnídeo, pertencente ao gênero Rowlandius, que foi identificada como potencialmente ameaçada de extinção. O estudo, intitulado “A potentially endangered new species of the genus Rowlandius (Arachnida: Schizomida: Hubbardiidae) from Northeastern Brazil”, foi conduzido por Iara Siqueira Santos Silva (bióloga egressa da UFPI e mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Conservação – PPGBC/UFPI), pelo seu orientador Prof. Leonardo Sousa Carvalho (UFPI/CAFS) e pelo Prof. Adalberto J. Santos (UFMG). O trabalho foi publicado este ano no periódico internacional Zootaxa — focado em publicação de artigos com temática centrada na zoologia sistemática. 

Segundo o Prof. Leonardo, a descoberta dessa nova espécie é de extrema importância para a ciência, pois trata-se da primeira espécie de esquizômidos encontrada no estado do Piauí. Os indivíduos estudados pelos pesquisadores foram coletados na Fazenda do Colégio Técnico de Floriano, em Floriano. No entanto, esta descoberta também levanta sérias preocupações sobre a conservação desses animais.

“Essa nova espécie de aracnídeo é única e possui características que a tornam vulnerável a diversas ameaças, como a perda de habitat e a degradação ambiental. É urgente que medidas de conservação sejam tomadas para garantir a sobrevivência dessa espécie”, alerta o pesquisador. 

Professor Leonardo Sousa Carvalho
UFPI / CAFS

   

Já a aluna Iara Silva ressalta a importância de medidas urgentes de conservação para proteger a nova espécie de aracnídeo.

“A descoberta da nova espécie de aracnídeo é um marco importante para a ciência, mas também é um lembrete urgente da importância de preservarmos a biodiversidade e de tomarmos medidas concretas para evitar a extinção de espécies”, comenta Iara.

A nova espécie foi nomeada em homenagem à Universidade Federal do Piauí, sendo chamada de Rowlandius ufpi. Esta espécie possui características únicas que a distinguem de outras espécies já conhecidas. Os espécimes encontrados apresentam uma morfologia diferente, o que a torna uma descoberta especialmente interessante para os especialistas em aracnídeos. 

Iara Siqueira Santos Silva
PPGBC / UFPI

   

Diante da situação de vulnerabilidade em que se encontra a nova espécie, o Prof. Leonardo Carvalho comenta que apesar de ainda não haver ações para preservação do animal, incentiva os pesquisadores para estudos futuros visando resultados positivos para conservação.

“No momento, não estamos fazendo novos estudos com esta espécie. Apesar disso, é importante que, no futuro, novas pesquisas sejam realizadas para entender a dinâmica populacional desta espécie e produzir informações detalhadas sobre sua história natural. Por exemplo, informações sobre o período reprodutivo, o tamanho de sua prole e se as populações desta espécie conseguem se reestabelecer em seu local de origem, caso a vegetação seja recuperada, poderiam auxiliar na preservação da espécie”, conclui.

A descoberta dessa nova espécie de aracnídeo do gênero Rowlandius reforça a importância da pesquisa científica para a preservação da biodiversidade e evidencia a urgência de medidas efetivas para proteger espécies ameaçadas de extinção. A UFPI, por meio de seus pesquisadores e alunos, continua comprometida com a produção de conhecimento e a promoção da conservação ambiental.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.